Marta Maria Azevedo é empossada presidente da Funai e garante continuidade

Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (USP) e Doutora em Demografia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Marta Maria do Amaral Azevedo tomou posse nesta quinta-feira (26) como presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai). Durante a solenidade de transmissão de cargo, realizada no Salão Negro do Ministério da Justiça, a primeira mulher a assumir a presidência da Funai garantiu dar continuidade ao trabalho de seu antecessor, Márcio Meira, agora Assessor Especial do Ministério da Educação.

“Faz parte de minha missão nesse próximo período atuar junto com as nossas equipes das Coordenações Regionais e Locais, no sentido de consolidar e melhorar a infraestrutura, ou construir onde ela ainda não existe”, declarou a nova presidente. Marta Azevedo declarou, ainda, ter como prioridades: atuar em favor da promoção dos direitos das mulheres indígenas, avançar na promoção dos direitos dos Guarani e Kaiowá do Mato Grosso do Sul e nos outros estados onde vivem esses povos e atuar em colaboração com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estastística (IBGE), com o Ministério da Saúde e outros Ministérios (MMA, MDS, MDA) na estruturação de indicadores de qualidade de vida para os povos indígenas.

Para a nova presidente, também figura na lista de prioridades a promoção de ações que protejam e garantam a sobrevivência física e cultural dos povos indígenas isolados e de recente contato e garantir o prosseguimento do reconhecimento e demarcação das terras indígenas. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou reconhecer em Marta todas as qualidades necessárias para comandar a instituição. “O cargo de presidente da Funai é um dos mais difíceis de se comandar. É preciso ter muita coragem, respeito e habilidade para ocupar esse cargo, e estes dois possuem essas qualidades”, disse Cardozo, fazendo menção também a Meira.

Em complementação ao ato de posse e transmissão de cargo, Marta Maria Azevedo recebeu da Superintendente da Secretaria de Patrimônio da União no Distrito Federal, Lúcia Carvalho, o termo de entrega do imóvel destinado à construção da nova sede da Funai em Brasília, e garantiu dar início o quanto antes à edificação desta unidade. Ao término da cerimônia, indígenas da etnia Fulni-ô, de Águas Belas/PE, saudaram a presidente Marta Maria Azevedo com um cântico e dança.

 

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *